Doença venérea em vegetal?

Atualizado: 30 de set. de 2020

Apesar de muita coisa na natureza ser parecida com as dos homens, não há o ato sexual em si entre vegetais, não ocorrendo assim “doenças venéreas” entre plantas.


Porém, algumas doenças que atacam as filhas da mãe natureza tem origem em nomes de problemas humanos, por serem bastante parecidas no aspecto. Um exemplo é a que vamos falar hoje: Cancro Cítrico.

Diferente do que ocorre nas pessoas, essa doença não aparece nos órgãos sexuais da planta (sim, elas tem o androceu – parte masculina e o gineceu – parte feminina), mas aparecem nas folhas, nos frutos e em galhos novos. São “verrugas” com aparência de cortiça (lembra da rolha de vinho?) que aparecem e que ficam com uma descoloração aos seu redor, deixando um círculo amarelo.


Essas verrugas podem crescer em vários pontos, ir aumentando de tamanho e se juntando, o que pode causar uma rachadura na casca e expor a polpa da fruta, causando prejuízos na produção e sendo porta de entrada para fungos e bactérias.


Essa doença é causada pela bactéria Xanthomonas citri subsp. citri e tem uma atenção especial pelos órgãos de fiscalização estaduais, no caso do Piauí, pela ADAPI (Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Piauí), por ser uma doença quarentenária (falamos disso no texto anterior) e trazer prejuízos econômicos para a região onde ocorre.


Por isso, fique atento aos sintomas nas imagens e, caso encontre algo parecido, informe a ADAPI mais próxima para uma vistoria de um FEA (Fiscal Estadual Agropecuário), coleta de amostra (se necessário) e tomada das medidas legais necessárias.


Apesar do Estado do Piauí não ser área livre dessa doença, a ADAPI faz constantemente levantamentos de localização dos focos e trabalha para que o problema não se espalhe pelo território nem saia material contaminado para outros locais do país.





P.S.: Por se tratar de uma doença quarentenária, não tente nenhum tratamento antes de comunicar ao fiscal da ADAPI e o mesmo fazer todo o levantamento necessário.


Imagens: Fundecitrus


*Paulo Melo Segundo é engenheiro agrônomo pela UFRPE, Fiscal Estadual Agropecuário na Adapi e escritor agrodivertido, criando assim o Segundo Agro, um portal de informação simples, direta e humorada.

56 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo