O agronegócio e a mamada do bebê.

Atualizado: 6 de out. de 2020

Instigado por uma colega a pensar para um título sobre: "o #agronegócio é contra a #agriculturafamiliar?", me veio a cabeça esse acima e uma reflexão.


A maioria das famílias tem filhos.


Leve em consideração o seguinte: a mãe é o agronegócio e ela depende de #alimentos para sua indústria interna processar leite e alimentar sua cria, que mais a frente irá participar ativamente do sistema, que é cíclico e todos dependem, uns mais, outros menos, de forma financeira, porque todos dependem do mesmo pra se manter vivo.


Qual mãe deseja mal a seu filho?!


O Agronegócio não é contra a agricultura familiar, ele é na verdade o bebê que se alimenta do leite da mãe!


Vivemos em uma "cadeia" com todos livres e dependentes uns dos outros.


Sem ela o sistema quebra, o peito seca e todos choram.


Pense nisso!!!


*Paulo Melo Segundo é engenheiro agrônomo pela UFRPE, Fiscal Estadual Agropecuário na Adapi e escritor agrodivertido, criando assim o Segundo Agro, um portal de informação simples, direta e humorada.

7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo